Prevenção Online

Diferença entre Risco e Perigo.

Existem várias definições e interpretações relativas ao risco e perigo.

   Transcrevo algumas delas:

► Risco - Combinação da Probabilidade da ocorrência de um acontecimento perigoso ou exposição(ões) e da severidade das lesões, ferimentos, ou danos para a saúde, que pode ser causada pelo acontecimento ou pela(s) exposição(ões). "É
 a probabilidade ou chance de lesão ou morte." (Sanders e McCormick,). "É uma ou mais condições de uma variável com potencial necessário para causar danos." (De Cicco e Fantazzini).
> Exemplo de risco: cortar a mão, perder uma perna, causar problemas na coluna, matar por intoxicação todos os trabalhadores da fábrica. Note que o risco é o resultado ou a consequência do perigo. Não existiriam riscos se não existissem perigos.

► Perigo - Fonte, situação ou ato com potencial para o dano em termos de lesões, ferimentos ou danos para a saúde ou uma combinação destes. "É uma condição ou um conjunto de circunstâncias que têm o potencial de causar ou contribuir para uma lesão ou morte." (Sanders e McCormick). "A expressa uma exposição relativa a um risco, que favorece a sua materialização em danos." (De Cicco e Fantazzini)
> Exemplo de Perigos: Torno mecânico, forno de pintura em operação, atividade de carga e descarga de materiais, processo de soldagem, etc

>> Segundo a (Comissão Européia), podem ser consideradas as seguintes definições:
- Risco é a probabilidade potencial de causar danos nas condições de uso e/ou exposição, bem como a possível amplitude do dano.
- Perigo é a propriedade ou capacidade intrínseca dos materiais, equipamentos, métodos e práticas de trabalho, potencialmente causadora de danos.

► Um exemplo simples que define bem a diferença entre risco e perigo.
Uma pessoa ao atravessar uma rua, tem as seguintes condições:
- Atravessar a rua;
- Atravessar a rua fora da faixa de pedestre;
- Atravessar a rua na faixa de pedestre com semáforo de veículos fechado.

>  O perigo nesse caso é atravessar a rua;
> O risco aumenta consideravelmente ao atravessar a rua fora da faixa de pedestre (acidente - atropelamento);
> O risco diminui consideravelmente quando aumenta o nível de segurança da faixa de pedestre (faixa de pedestre com semáforo fechado).


► Outro exemplo simples que define bem a diferença entre risco e perigo.
Um piso molhado no setor de trabalho, tem suas seguintes condições:
> Piso molhado;
> Passar no piso molhado;
> Sinalizar ou Secar o piso molhado.

- O perigo nesse caso é o piso estar molhado;
- O risco aumenta consideravelmente ao passar no piso molhado (acidente - escorregões)
- O risco diminui consideravelmente ao sinalizar o perigo ou secar o piso.

Em ambas situações identificamos o PERIGO e avaliamos o RISCO.

   Então podemos afirmar que os perigos e os riscos esta a todo tempo no nosso dia-a-dia e nos deparamos com eles a todo instante, envolvendo-nos vez por outra e na grande maioria das vezes nem os percebemos, para isso precisamos identificar os perigos, avaliação de riscos e determinar as medidas de controle.

At.te.

Gilson Conejo
Tecnologia do Blogger.

© 2010 ~ Prevenção Online - Todos os Direitos Reservados.
Theme Designed by irsah indesigns.