Menu

COMPARTILHAR NO WHATSAPP!!
O que são os primeiros socorros e qual a sua importância nas indústrias?
Primeiros socorros é o cuidado imediato a alguém ferido ou doente, com a finalidade de: preservar a vida, promover a recuperação ou prevenir que o caso piore, portanto trata-se de uma atenção rápida, imediata a uma pessoa que está em perigo de vida, realizando tais cuidados para manter as suas funções vitais e reduzindo seus agravos até que a vitima receba atendimento de emergência adequado. Este pré-atendimento tem fundamental importância, seja nas indústrias ou não, pois evita complicações futuras e pode até salvar vidas. Contudo, deve ser realizado pelo socorrista (profissional que vai fazer o atendimento) que deve ter treinamento e realizar o atendimento em condições seguras para a prestação de socorro. É importante, após realizar o primeiro atendimento, solicitar ou encaminhar a vítima para avaliação médica.

Quando os procedimentos de emergência devem ser realizados e como utilizá-los?
Estes procedimentos devem ser realizados por pessoas treinadas em socorrer as vítimas. Geralmente, as indústrias possuem profissionais capacitados para dar treinamento a todos os funcionários na prestação do atendimento básico. Este treinamento deve ser ministrado por um profissional habilitado e que tenha noções de primeiros socorros. Deve ser utilizado por um profissional, que tenha feito um curso para esta capacitação e, principalmente, que entenda sobre as iniciais dos primeiros socorros ABC. Sendo A - verificar a passagem de ar da vitima, B - observar a respiração e C - verificar a circulação. Estes são os principais passos, por exemplo, para o atendimento em uma reanimação cardiorrespiratória (uma parada cardíaca, que exige profissional habilitado).
Quais são os princípios básicos do atendimento de emergência?
Baseia-se nos três “R”:  
  • Rapidez no atendimento;
  • Reconhecimento das lesões;
  • Reparação das lesões. 

O que deve ser recomendado aos socorristas?  
Procurar sempre conhecer a história do acidente, pedir ou solicitar que seja pedido um resgate especializado enquanto os procedimentos básicos são realizados, sinalizar e isolar o local do acidente e utilizar durante o atendimento, de preferencialmente, luvas e calçados impermeáveis.

Quais os procedimentos adequados de emergência a serem tomados no local do acidente?
Os procedimentos adequados são:
  • Verificar no local do acidente se não há riscos para o socorrista, como fios elétricos soltos, fumaças, líquidos inflamáveis e objetos cortantes que possam ferir quem vai fazer o atendimento.
  • Chamar um serviço médico de emergência (geralmente todas as indústrias fornecem este serviço com profissionais da saúde);
  • Acalmar-se e ganhar a confiança da vitima, avaliar seu estado de consciência e suas lesões e com a ausência destas funções realizar o ABC, sendo que a massagem cárdiaca requer treinamento com um profissional responsável, caso contrário,chamar a emergência o mais rápido possível. 


Quais os principais acidentes que podem ocorrer nas indústrias? E como realizar os primeiros socorros nestes casos?
Os principais acidentes que ocorrem são: ferimentos em geral, entorse, fratura, hemorragias, choque elétrico, insolação, intoxicação, queimaduras.

Como realizar os primeiros socorros?
Os primeiros socorros variam de acordo com a lesão, por exemplo:
  • Ferimentos em geral:
Deve-se lavar com água e sabão se for um ferimento pequeno. Se a extensão do ferimento for maior, deve-se estancar o sangramento e levar a vítima ao serviço de emergência.
  • Entorse:
A entorse é causada por uma "virada" numa articulação (junta). Uma vitima com entorse sente dor intensa na articulação afetada e surge inchaço no local. Deve-se imobilizar a articulação e colocar compressas frias no local.
  • Fratura:
A fratura é uma lesão que quebra o osso. Ela pode ser interna (não há rompimento da pele) e a fratura exposta (o osso perfura a pele e é exposto). Na fratura interna a vitima tem dor intensa, deformação do local afetado, limitação de movimentos e inchaço. Nesse caso, deve se imobilizar o local afetado com tala e acolchoá-las com pano macio, deixar na posição normal se possível (não tente colocar o osso no lugar) e não amarrá-las no local da fratura deixando os dedos de fora para observar a circulação e ver se esta muito apertada.
Na fratura exposta deve-se proteger o ferimento com gaze ou pano limpo antes de imobilizar, para não entrar poeira ou outras substancias que podem favorecer infecções e imobilizar (não tentar colocar o osso no lugar) e procurar socorro medico.
  • Hemorragias:
Pode ser hemorragia externa (ferimento com saída de sangue para o exterior) ou interna (ferimento profundo nos órgãos internos), com sintomas de suor intenso, pele fria, sede, tonteira. Nas hemorragias externas em geral deve-se estancar os ferimentos com pano limpo. Com ferimentos internos deve-se encaminhar a vítima o mais rápido possível ao atendimento de emergência médica.
  • Choque elétrico:
Não tocar na vitima sem antes desligar a corrente elétrica, se não for possível, garantir que os pés do socorrista não estejam molhados, para então afastar a vitima do choque elétrico. Usar um material que não conduza corrente elétrica, como borracha ou madeira seca, não aproximar enquanto a corrente elétrica do local não for desligada. Em seguida, deitar a vitima e verificar se está respirando, observando se a língua está obstruindo a passagem de ar e chamar o serviço medico.
  • Insolação:
Procurar colocar a vitima à sombra, fazer compressas frias sobre a cabeça e envolver seu corpo com pano molhado para baixar a temperatura, deitar a pessoa de costas apoiando a cabeça e os ombros mais alto que o resto do corpo, após o socorro procurar serviço medico.
Intoxicação: Pode ser a intoxicação por fumaças, gases, agentes químicos e outros. Qualquer intoxicação com produtos químicos e outros devem ser encaminhados rapidamente ao serviço de emergência medica. O socorrista deve ser orientado sobre os produtos que trabalham e utilizam, pois ao retirar qualquer produto do corpo com água, algumas  substancias pioram a corrosão. Para evitar prejudicar ainda mais a lesão da vitima, primeiramente retirar a vitima do local e encaminhar ao serviço medico.
  • Queimadura:
Existem queimaduras de 1°, 2° e 3° grau. A de 1° grau é a mais comum, geralmente deixa a pele avermelhada e ressecada, pode se oferecer água a vitima, colocar compressas frias no local ou ficar um tempo no chuveiro frio. A de 2° grau atinge um pouco as camadas profundas da pele formando bolhas, nesses casos ofereça muito líquido a vitima, aplique compressas frias e encaminhe à emergência.
A de 3° é o caso mais grave, pois acomete todas as camadas da pele e podem alcançar os músculos e ossos. Deve-se então, manter a vitima deitada, lavar bem as mãos antes de tratar as queimaduras, em seguida cortar as roupas que estão próximas à região da queimadura, mas não retirar a roupa que está em cima da queimadura, para evitar agravamento, não fure as bolhas, não aplicar nenhuma substancia sobre a queimadura, se a vitima estiver consciente ofereça muita água para beber (pois há perda de muito liquido) e então chamar a emergência.

Como prevenir tais acidentes de trabalho?
A maioria dos acidentes que ocorrem no local de trabalho pode ser evitada com o uso correto dos EPCs (Equipamentos de Proteção Coletiva) e EPIs (Equipamento de Proteção Individual). Alguns exemplos de EPCs são o cone de sinalização, fita de sinalização e extintor de incêndio. Devem-se utilizar os EPIs necessários para cada ambiente de trabalho, evitando exposições direta com o perigo. Para os EPIs é necessário também fazer treinamento com a equipe de profissionais especialistas da empresa (como utilizar o EPI adequadamente, noções de primeiros socorros e outras palestras). Outra medida básica da prevenção é estar atento ao trabalho realizado, sem se distrair facilmente.

Quais as principais Normas Regulamentadoras (NRs) que auxiliam a reduzir os riscos encontrados no ambiente de trabalho?
 A NR-7 - PCMSO (Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional) tem objetivo de rastrear e diagnosticar precocemente os agravos á saúde dos trabalhadores, identificando os riscos á saúde, além de constatar a existência de doenças profissionais ou danos irreversíveis á saúde dos trabalhadores.
A NR-9 - PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais) preserva a saúde, a integridade do trabalhador, antecipa e reconhece os riscos no ambiente de trabalho.
NR-6 - EPIs (Equipamento de Proteção Individual): equipamentos destinados à proteção de riscos suscetíveis de ameaçar a segurança e a saúde no trabalho.

Fonte de consulta: Sesi/sst /Ligiane Medeiros
COMPARTILHAR NO WHATSAPP!!
 
Top